terça-feira, 30 de dezembro de 2008

2000 inove


Eu vi isso na propaganda de um banco e confesso que demorei um tempo pra entender. Deve ser a tintura no cabelo. hihihih Sem ofenças!

Mas, enfim, achei muito interessante.

Daqui a menos de 2 dias estamos entrando no ano de 2009. E nada melhor do que... inovar!

Daí algumas pessoas ficam sempre perguntando (eu sou uma delas) inovar pra quê? Por que temos que fazer diferente? Por que temos que mudar? Por que não podemos continuar com nossa vidinha tranquila (?!) de sempre?

Realmente é muito gostoso estar tranquilo, seguro, fazendo sempre a mesma coisa e recebendo sempre os mesmos resultados. O problema é justamente esse: receber sempre os mesmos resultados!

E outra coisa: inovar, fazer diferente, mudar, significa também trocar nossos "ransos" por compreensão, tristezas por esperança, brigas por recomeço, preguiça por muita energia positiva!

Em 2009 desejo muito que você... inove! Ponha a mão na massa, aja, movimente-se, faça acontecer!

Feliz Ano Novo!

.

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Feliz Natal!!!


Essa foto é do Natal de 2006.

Está aqui por um motivo muito especial: porque uma dessas carinhas sorridentes não está mais sorrindo diretamente para nós. Nossa querida tia Ivone.

Mas não foi para ninguém ficar triste que coloquei essa foto aí. Muito pelo contrário.

Coloquei essa foto para lembrar a alegria que é celebrar o Natal entre as pessoas que a gente ama, a alegria de se dar abraços e carinhos e não apenas presentes que se compra por aí.
Amizade não se compra por aí. Uma família feliz não se compra por aí. Um sorriso genuíno e verdadeiro estampado no rosto de 10 mulheres da mesma família, não se compra por aí.

E eu tenho tudo isso! Tenho o amor de um homem único e especial, tenho amizades muito verdadeiras, tenho uma família alegre, tenho todos esses sorrisos estampados no rosto de cada uma dessas mulheres maravilhosas que estão nessa fotografia.

Coloquei essa foto pra que todos se lembrem de que somos humanos, que somos mortais e que é de nossa responsabilidade tornar cada encontro com o outro um encontro único e feliz!

E a minha tia? Com certeza continua estampando seu sorriso maroto por onde quer que Deus a tenha levado!

Feliz Natal!!!!

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Final de semana

Aiii! Que linda que ficou essa foto com meu amor!!!
Hoje é sexta-feira e é muito bom poder passar o final de semana com quem a gente ama!!!
.
-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-
.
Essas fotinhos são de um um site que até agora to tentando descobrir como usar e não consigo. hihihihi....
Dá pra fazer umas coisas bem engraçadas.
.
Esses são os nossos futuros filhinhos. hahahaha.....
Pior que fica parecido com a gente mesmo!!!!
O menino ficou bem engraçadinho, mas a coitadinha da menina ficou com a orelha torta. hahahaha





Bom final de semana a todos!
.







quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Não sei



Hoje eu queria escrever uma coisa bem linda, mas to meio sem inspiração.

Daí achei esse Gato Noel com essa cara de "não sei" e me identifiquei tanto com ele. hehehe

Hoje fica essa mensagem então: Não sei!

Tem dias que temos que ficar assim, "na moita" mesmo.

Beijão!

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Troquinha Rosa e Lilás


Oi, meninas!

Estou participando da troquinha de Natal da Grazi!!!

Visite o blog dela aqui.


Beijão!
.

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

30...40

Quando eu tinha uns 28 anos, queria fazer logo os famosos 30 anos, pra ver se as pessoas me respeitariam mais. Pois foi me dando conta de que faria 30 anos que comecei a entrar na "crise dos 30".
.
Eu estava bem no meio do caminho. Ficava parada olhando para trás e pensando "o que foi que eu fiz até hoje da minha vida?" daí virava a cabeça e olhava pra frente "o que eu irei fazer com a minha vida daqui pra frente?".
.
Não é fácil! Confesso que o desespero e a tristeza várias vezes tomaram conta das minhas idéias.
.
Quando tinha uns 15 anos, pensava que aos 30 eu teria minha própria casa, minha própria família, filhos, seria uma profissional exemplar, mãe exemplar, esposa exemplar, tudo exemplar.
.
Quando cheguei aos 30, estava meio solteira, meio enrolada, sem filhos e sem querê-los naquela fase da minha vida, sem casa própria, sem todos os móveis que eu imagina que teria, sem uma profissão deifinida, sem o emprego dos sonhos. Pirei!
.
Depois que passou essa fase mais neurótica, digamos assim, me dei conta de que não havia diferença. Que essa linha da vida que chamamos de "os 30 anos" é, na verdade, muito tênue e que continua tudo igual, a vida segue. Como diz o meu irmão "a fila anda". Não há motivos pra se preocupar com o que se fez até ali - já está feito mesmo - nem com o que se vai fazer com o resto - tem que fazer de qualquer forma -.
.
Passado algum tempo... uns 10 anos mais ou menos, percebo agora que existe outra marca importante de transição na vida. Os 40!!!! E aí é que a coisa aperta! 40 é um número que dá medo (pra quem ainda não chegou lá, óbvio). E a gente vai percebendo que não tem mais a mesma vitalidade, o mesmo fôlego, a mesma elasticidade (não que não se tenha, tem sim, só que em escalas diferentes dos tempos da "crise dos 30"). Começa a ter redução disso e daquilo, aumento considerável daquele outro. As aflições que antes eram apenas emocionais começam agora a atingir, principalmente, o corpo. Sim, eu estou entrando nos 40, meu corpo agora já tem quase 40 anos de uso!!!! De bom uso na maioria das vezes, pelo menos!
.
Aquela crise emocional de "será que tenho filhos agora ou não" muda para a pergunta física "será que posso ter filhos agora ou não". A tentação de comer um chocolate a mais e ter que fazer ginástica depois para eliminá-lo se transforma na quase certeza de que esse chocolate ficará muito tempo fazendo parte da sua barriguinha daqui para frente.
.
Vendo assim, parece que estou sendo pessimista demais ou vendo somente o lado negro de se ter 40 anos. Não é nada disso. Até porque ainda não tenho. Faltam 2 anos e meio para isso acontecer. Essas são só considerações de quem está trilhando essa caminhada rumo ao "enta".
.
Tem também o fato de que sou indepente, agora tenho a casa mobiliada, posso escolher a quem vou dedicar o meu amor, saio livremente e sou dona do meu nariz, minhas ações e emoções são muito mais importantes do que qualquer celulite metida à besta que queira aparecer neste corpinho. Aliás, EU sou a dona do meu corpo e não o contrário.
.
Tenho luz própria que todos esses anos vividos até agora me proporcionaram.
.
Se eu pudesse escolher voltar no tempo e ter 20 e poucos anos agora ou continuar daqui, não teria dúvidas: continuaria firme e forte. Porque só passando por todas essas etapas é que podemos chegar ao ponto onde estamos e cabe somente a nós fazer com que esse ponto - também chamado de HOJE - seja um momento bom e feliz da nossa existência.
.
E também não me preocupo mais, porque dizem por aí que a vida só começa depois dos 40!
.

sábado, 29 de novembro de 2008



Esse é um dos meus mega projetos. Um quadro de cadeiras.

Comecei no dia 10 de março de 2008, sem prazo para término. Como trabalho com vendas, sempre tenho prazo para bater minhas metas e decidi, então, que no ponto cruz não terei prazo!

Pensei em fazer um desenho por mês, só pra ter uma base. Estou com 9 desenhos prontos, to no lucro! Só que contei e são 43 desenhos, ouseja, 43 meses, ou seja, quase 4 anos!!! Ta louco!

Vamos ver! Não tenho pressa de terminar. Aos poucos vou chegando lá. Às vezes enjoo, daí largo de mão, faço um tricozinho básico, não faço nada, pego o bordado denovo, daí largo, daí saio de férias, pego denovo, largo denovo e assim vou.

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Resposta pra Zu = como eu tenho tempo para fazer tricô

Oi, Zu!!


Pois é... sobre o tempo pra fazer tricô... Não é muito não, mas a gente tem que se policiar!


Este ano decidi fazer tudo oque eu queria fazer!



Na verdade, depois de me separar, mudar de cidade, trabalhar, trabalhar, ir ao fundo do poço, voltar dele, trocar de emprego 2 ou 3 vezes, me apaixonar, levar o fora, ir ao fundo do poço denovo, voltar dele denovo, trabalhar, trabalhar, mudar para uma cidade pequena do interior, alguma terapia, florais, aula de yoga, caminhada, um amor novo na minha vida, trabalhar, trabalhar, viagem para a Africa do Sul, troca de emprego denovo... ufa! tanta coisa!, fui me dando conta de que tinha me deixado pra traz.

Tinha deixado de saber das coisas que gosto, tinha deixado de dizer "não" quando não queria algo, tinha deixado de lado todas as coisinhas que gosto de fazer pra me divertir. Tudo isso, porque estava envolvida demais com o trabalho, envolvida demais em agradar os outros, para não deixar de ser amada. Baixa auto-estima, é o nome disso. Fui me abandonando devagarinho, daí não me dei conta.

Quando tudo isso ficou de um tamanho tão grande que eu já não conseguia mais sustentar, entrei em crise (foi ali na época da terapia e dos florais) e fui atrás daquela eu que eu conhecia, mas que tinha abandonado em algum lugar por aí.

Levei uns 2 anos me procurando e confesso que ainda estou na fase do encontro. Fui a muitos lugares atrás de mim. Fiz muitas coisas pra ver se me achava. Muitas vezes foi tudo em vão.

Até que um dia, não sei mais qual foi o dia, percebi que eu estava ali o tempo todo: dentro de mim, era só eu me olhar de verdade, me amar de verdade, me ouvir de verdade. E foi então que comecei a tomar decisões e levá-las adiante.

Decidi me ouvir, decidi amar o homem que me ama, decidi voltar a fazer tricô, decidi continuar meus bordados, decidi me dedicar aos estudos novamente, decidi ter tempo pra curtir a minha casa, decidi fazer o trabalho ser uma fonter de prazer e não de sofrimento, decidi fazer o meu tempo do jeito que for mais conveniente pra mim sem desrespeitar os outros, mas principalmente, sem desrespeitar a mim primeiro. Decidi me amar!!!!!

Isso tudo é um processo, no qual ainda estou e do qual nunca mais quero sair!!!!

É fácil a gente se perder da gente, mas temos que saber que é só olhar pro nosso coração que vamos estar lá. Sempre!

Por isso, consigo fazer um tricozinho de vez em quando, e fazer coisas como aquele lindo tapetinho azul.

.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Os meus presentinhos!!!!

Essa arvorezinha fofa de Natal foi um repsentinho da Kety. Já tá lá junto do meu presépio!! Eba!!
A bonequinha azul de crochê já está bem amiguinha dos meus outros bibelôs!! hehehe


A estrela do mar de tricô guarda com muita tranqüilidade meus pincéis de maquiagem!



A touquinha já está pronta pra ir pra mala de viagens, pra passar o inverno americano aquecendo minhas idéias e a bolsinha de maquiagem já está na minha bolsa desde o dia que chegou!!


E aqui todos os mimos que ela me mandou.


Obrigada, Ketyyyyy!!!!!!.........
.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Postagem para a Kety

Tive que parar de fazer tudo o que eu estava fazendo só pra vir escrever aqui.

Acabei de receber os presentinhos da Troquinha de Natal que participei. A primeira, aliás. Eu não imaginava que seria assim.

A - M -E - I !!!!!

Recebi da Kety, http://noitedaluablog.blogspot.com/ , que mora bem longe de mim, um monte de coisinhas liiiiindas que ela fez e comprou pra mim!!!

Olha, querida, eu realmente não tenho palavras pra descrever a emoção que senti ao abrir aquela caixa. Podes ter certeza de que senti todo o carinho que veio junto com ela!!!!

Obrigada, querida!!!!

Quando eu era criança, não existia internet, nem telefone celular, nem telefone sem fio! Pra vocês verem a idade da pessoa!!! hehehehe

Naquela época, existiam certos programas, digamos assim, em que a gente trocava o número de telefone com outras pessoas e fazia amizade.

Hoje em dia isso também existe, mas é coisa pra arranjar namorado. Lá em mil novencentos e guaraná com rolha, a gente ligava pra conversar e fazer amizade só.

Lembro que eu sempre tinha umas amigas bem de longe que eu conhecia somente por telefone (pra desespero do meu pai - porque a conta do telefone já era bem cara naquela época). Mas era um sentimento muito bom conhecer gente sem conhecer de fato, sem ver a cara, se era gordo ou magro, preto ou branco, alto ou baixo. Era uma amizade bem sincera. Não que as amizades que a gente cultivava na escola não fossem verdadeiras, eram sim, mas elas não estão em questão na pauta de hoje.

Bom, e falando em hoje, 2008, temos toda essa modernidade de internet, modem 3G, laptops, e tantas outras coisas que nem sei o nome, que, mal usadas, nos afastam do mundo real para prender-nos no mundo virtual.

Mas falando de hoje mesmo, 19 de novembro de 2008, só posso descrever um sentimento muito bom que tive logo ao ver aquela caixa chegando do correio, que me fez lembrar de quando eu gostava de fazer novas amizades num mundo que, lá no passado, já era virtual. Esse sentimento tão bom, me fez ver que esse mundo virtual pode, sim, nos aproximar muito das pessoas. Ele transportou aqui para a sala da minha casa uma pessoa que conheci no teclado e na tela do meu computador e que, daqui para o futuro, ficará registrada com muito carinho em meu coração.

Agora, será a minha vez de retribuir todo esse carinho e me fazer presente lá na casa dela também.

.

domingo, 16 de novembro de 2008

Tapete pronto



Olha como eu sou uma menina aplicada!!! Já terminei o tapetinhodo banheiro!!! Nem demorei! Aliás, já faz 15 dias que terminei!!!
Viu, Karina?!!!! Ficou liiiindo! hehehehe Obrigadapela linha! Já fiz outras coisinhas também, com a mesma linha! Durantea semana eu publico.
Bjs....

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

O começo

Outra que escrevi faz teeeeempo!
Escrevi no meu caderno, a mão, de lápis!



O começo
6-7-2004

Vou começar a escrever de lápis, porque qualquer erro que venha a cometer posso corrigir-me na mesma hora.
Fico pensando se seria bom podermos escrever nossa vida a lápis, para não deixar rasuras no caminho, ou se, na verdade, justamente a escrevemos de lápis, porque sempre temos a oportunidade de apagar alguns erros, escrever novamente, todos os dias, recomeçar um capítulo podendo corrigir o que não foi bom no anterior.
Já perdi a conta de quantas vezes repeti diante do espelho: “hoje vai ser diferente”. E na maioria das vezes foi, mas todas às vezes preciso me lembrar disso, de que eu sou a responsável para que algo realmente saia diferente. E cada dia que passa me ensina que cada manhã é um recomeço e que, como cada novo minuto, posso ser o que quiser, escrever minha história de maneira diferente ou simplesmente ser exatamente igual ao que fui ontem - o que nunca escolho, porque, como cada célula do meu corpo, sou um ser em eterna construção.
Algumas coisas são imprescindíveis que se escreva à caneta, Algumas precisam até de negrito, mas, o melhor de tudo, nessa nossa existência tão complexa, é poder, sempre, escolher a maneira de escrever nossa vida que mais se adapta a cada um de nós e poder sempre corrigir os nossos erros e enganos.
No final das contas, não precisei apagar quase nada do que escrevi.

domingo, 9 de novembro de 2008

Saudade do meu amor!


Ele reclamou que não escrevi no blog que to com saudades dele. Tolinho!

O que mais faço aqui é sentir falta do meu amor do lado.


E um pouco de injustiça também, porque to sempre deixando recados - unica e exclusivamente pra ele - por todos os cantos, dizendo que to com saudade!!


Enfim... to com tanta saudade de voltar pro MEU AMOR, pras minhas coisas, pra minha família, enfim, pra minha vida, que até passei mal dia todo hoje!


Mas saudade é pra quem sabe sentir.... ainda bem que tenho todas essas coisas pra poder sentir saudades!!! Que feliz que eu sou!


Te amo, Ricardo! E estou sim, com muuuuuuuuuuuuuuuuitas saudades!...


.

sexta-feira, 7 de novembro de 2008


Nossa! Parece que to brincando de casinha aqui nesse hotel. hehehehe


É um quartinho bem pequeneninho, como o vô da Marina fala (e não é a minha sobrinha, é outra Marina) " a gente não precisa nem sair da cama pra escovar os dentes" hehehe de tão pertinho que a pia é da cama. Mas é legal.


Trouxe meu chimarrão, térmica, rabo quente (pra quem não sabe, é um aquecedor de água que se põe direto dentro da térmica), comprei uma caneca, peguei a colherinha do café da manhã (é de plástico, viu? descartável) e faço sopinha de minuto pro jantar. Daí fico aqui, na internet, tomando um chima e ouvindo TV, que fica bem em cima da minha cabeça.


Bom, como estou navegando na internet, achei uns sites com fotos de gatos e cachorros e me deu saudade das minhas duas fofas que estão lá na casa da vó. Daí resolvi postar uma fotinho delas, até porque eu tava devendo pra "Gata Lili", um site que acompanho.


Ta aí!


quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Gracias a la vita

Estou aqui em São Paulo, em plena Avenida Paulista, tomando um chimarrão, ouvindo a novela das oito (mas não se engane, já são 21h13min) e olhando meus e-mails.

De repente abri um power point que a Mariza Mallmann me enviou, com um texto lindo e imagens de Pablo Picasso com essa música "Gracias a la vita", cantada por Mercedes Soza (não sei escrever o nome dela - hehehe).

Nossa! A primeira coisa que me veio à mente foi a imagem do trio "Unamérica", cantando essa música em algum bar de algum sábado à noite, em mil novecentos e guaraná com rolha, como diz o meu irmão. Foi um sentimento gostoso. Trouxe boas lembranças.

Depois, veio um sentimento de gratidão, pela minha vida, como a música diz. Gratidão pela minha família, meu amor, meus amigos, meu trabalho, por ser quem eu sou, por estar onde estou, por tudo!!!!

!Gracias a la vita!

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Todo dia

Esse texto escrevi dia 13-10-2004, mas está bem atual!

“Todo dia ela faz tudo sempre igual...” assim diz aquela música famosa.

Não concordo muito com isso. Por mais que façamos as mesmas atividades todos os dias (o que chamamos de rotina), nunca um dia é igual a outro. E isso é o que nos dá esperança e vontade de seguir adiante.

Saber que podemos fazer diferente, começar de novo e de novo e quantas vezes forem necessários, mudar o caminho para o trabalho, pegar um ônibus diferente, pentear o cabelo para o outro lado, usar azul hoje, vermelho amanhã.

Saber que falamos uma baita bobagem há 5 minutos e que, por isso, ficaremos de “bico calado” na próxima meia hora.

Deixar um baita furo hoje e amanhã ficar quietinho para reconstruir a boa imagem.

Comer demais no jantar e só tomar um copo d’água na manhã seguinte.

Chorar até pegar no sono e amanhecer sorrindo, pois um novo dia está ali, cheio de oportunidades.

Começar tudo de novo. Todo dia. Sempre diferente.

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Viva a VIDA!!!!!


Quanta coisa acontecendo...

O mundo girando a mil por hora e a gente parado esperando quando é a nossa vez de entrar em cena.

E as coisas vão se apresentando do jeito que são. E a gente vai acompanhando do jeito que pode, ou quer.

Viva esse coisa louca chamada VIDA!

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Gatos


Putz! Quarta-feira caí um tombo e fiquei com o braço dolorido. Tava dando um "ligeirão" no tapetinho, mas vai atrasar! hehehe

Pra dar uma atualizada no blog, to postando uma almofada que fiz já faz bastante tempo. De gatinhos, of course, porque amo gatos!

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Selinho



Coisa mais querida!!!! Recebi da Renatinha, do Blog "Sweet Tricot" este selinho.
Adorei! Esse é o primeiro que ganho, não sabia nem o que fazer com ele. hihihihi , mas ela já me ajudou!

.
Regrinhas:
.
Responder 2 perguntas:
Minha maior virtude: Alegria
Meu maior defeito: Intolerância
.
Indicar 7 amigas, generosas, espontâneas e alegres para receberem o selinho:
Karina - Koisas da KK
Márcia - Blog da Márcia
Márcia - Márcia Ramos

Bom, a regra é indicar 7, mas como eu só conheço essas 3, vai 3 mesmo! hehehe

terça-feira, 21 de outubro de 2008


Bah! Daí que me empolguei vendo tanta coisa linda nesses blogs de craft que resolvi mostrar meus "dotes" também! hehehe


Ganhei uma linha azul da minha amiga Karina pra fazer um tapetinho pro meu banheiro, com a promessa de que eu reeeealmente faria o tal tapete!


Tá aí, amiga...



Comecei o tal tapetinho! Vamos ver quanto tempo vou demorar pra fazer, porque tu sabe que o tempo pras artes - durante a semana não tem e no final de semana nunca é suficiente!!! hehehe


Como ainda não tenho muita criatividade pro tricô, esse pontinho é bem simples, mas já tá mais elaborado que as mantinhas e as almofadas, de ponto meia! hehehe

Aliás, essas são as almofadas que fiz com a lã Cocada, que ficaram muito fofas!
A foto ta tremida, pq fiquei emocionada! hahahaha


sábado, 18 de outubro de 2008

Troquinhas de Natal



Bom, copiando a querida Renata, do Blog Sweet Tricot, resolvi participar da troquinha que a Susana, do blog Amo Tudo que Faço está organizando.
Esta troquinha será apenas entre as amigas que residem no Rio Grande do Sul.

Eu também nunca participei de troquinhas antes, até porque sou supernova nessa coisa de blog, até atrapalhada, um pouco! hehehe


As informações sobre a troquinha e também as regras você pode conferir no link abaixo.

Agora as minhas informações:

Minhas artes:
Na verdade eu gosto muito der escrever, por isso, minhas palavras são minha maior arte!


Também adoro bordar ponto-cruz e, depois de uns 20 anos, voltei a fazer alguma coisa ou outra em tricô.


Gosto muito de fazer velas, de parafina, também. Além de iluminar o ambiente, elas iluminam a alma também!!!

Materiais que uso:
Para escrever, gosto de caderninhos enfeitados, que me "chamem" para guardar minhas palavras neles!




No quesito tricô, to zerada! hehehe Como recomecei faz pouco tempo, tenho dois pares de agulha e só! Qualquer coisa para essa arte é bem vinda!




No ponto-cruz, uso linhas próprias para essa arte, menos as matizadas, pois não gosto de trabalhar com elas. Uso também tecidos brancos e coloridos de etamine. E as revistas, é claro, que são motivo de muito ciúme meu! hehehe




Gosto de:
Lenços para usar no pescoço, bijuterias de todos os tipos, todos os tipos de enfeites artesanais para se ter em casa.


Cores: todas, menos o amarelo, esse não me cai bem! Lilás ou roxo, azul, vermelho e verde são melhores.


Para comer:
Bombons! Os chocolates recheados são os meus preferidos! Em barra, só gosto do Shot.


Balas de goma, aquelas tipo feijãozinho tb! Até que não sou muito dos doces, os salgados me agradam mais!


Não gosto:
De amarelo, de coisa que pinica...

Qualquer dúvida é só perguntar!


Link: http://amotudoquefaco.blogspot.com/2008/10/troquinha-de-natal-instrues.html

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Amor Barato


Em 14 de dezembro de 2004, eu escrevi o seguinte:


"“Eu queria a sorte de um amor tranqüilo, com sabor de fruta mordida...” Eu também queria, querido Cazuza, também queria! Seria tão mais fácil, um amor pronto, mastigado, com início, meio e fim definidos, chato até, um saco! Um amor barato.

O amor custa caro. O amor custa cada lágrima que rola de um olhar apaixonado, custa os olhos inchados do dia seguinte. O amor custa as noites em claro, custa os vexames no meio da rua, custa os cuidados diários para sua manutenção. O amor custa os rompantes da paixão, as dores da distância e separação, custa o aprendizado para poder mantê-lo.

O amor barato já vem pronto, mordido, sem graça. Te satisfaz por um tempo, mas logo cai no marasmo. O amor barato não emociona, não tira o sono, nem tira a calma. O amor barato não cuida, não respeita, não liberta.

Eu quero a sorte de um amor intenso, verdadeiro, puro, passional, com sabor de novo a cada dia."


Bom, hoje já dia 17/10/2008 e continuo acreditando que o amor custa caro, mas vale cada pedaço de moeda que se usa para tê-lo, sejam lágrimas, suores, sorrisos...
A gente precisa desses momentos de desentendimentos pra poder continuar se entendendo!!!

Meu amor não é barato, meu amor é intenso, valioso. Eu sou uma mulher de sorte!!!

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Saiba que, para cada coisa que ganha, você renuncia a outra.

Hoje li essa frase, que, aliás, traduz muito bem o que sempre digo: "todo bônus tem um ônus", "nós somos o resultado de nossas escolhas" e por aí vai!

Soa negativo, à primeira vista, mas basta parar um pouquinho pra analisar que já se percebe mais ganho do que perdas.
Basta pensar nessas experiências como se fossem dados em um disco de computador. Se não limpamos os arquivos de vez em quando, a memória acaba. Fica cheia de coisas que não precisamos mais, rascunhos inacabados, informações irrelevantes para o momento atual.
Assim são as coisas que acontecem conosco: elas somam, mas é preciso uma reciclagem de vez em quando, para que possamos guardar as melhores experiências, o sumo de cada momento vivido, seja bom ou ruim.
E é cada escolha que vamos fazendo em nosso caminhar que vai definindo o rumo que tomamos, pra que lado vamos. E cada escolha nos fará, obrigatorimante renunciar alguma outra coisa, porque o novo sempre vem e é preciso abrir espaço pra ele.
...........................................................................................................................
Ainda South Africa...


Love you!


segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Bah...

Fabi e eu no caminho para Cape Point.
O Cabo da Boa Esperança fica lá em baixo, mas o fotógrafo cortou a ponta da montanha. hehe
Cape of Good Hope - Chorei!
A praia (não me pergunte o nome, não sei! hehehe)

Bah!
Mal chegamos e já é segunda-feira novamente!!! Ta louco! Esse tempo voa!!!



E enquanto eu não enjoar, vou postando fotos de South Africa! Porque esse país é lindo demais!!!


terça-feira, 7 de outubro de 2008

De volta do futuro






hehehe... Voltamos!


Ontem o corpo estava aqui e a cabeça ainda estava lá na África do Sul. Hoje a cabeça já está aqui, mas o coração acredito que ficará lá para sempre. Um pedaço dele, pelo menos.


Essa experiência em Cape Town, na África do Sul, de 15 dias, foi uma das coisas mais maravilhosas que já fiz. A natureza mostra sua beleza e sua amplitude em cada canto daquela cidade.


Os turistas, de todas as partes do mundo, fazem com que a cidade tenha um colorido diferente, multicultural, além do colorido que os habitantes já impregnam no local.


Confesso que fiquei admirada com as ruas e estradas estreitas, mas muito bem feitas, sem buracos nem desvios.


A comida, embora na maioria das vezes apimentada, é repleta de diferentes temperos e muitas verduras e legumes, o que pra mim é ótimo, pois adoro uma comidinha mais "natureba".


Cada segundo na África do Sul foi muito bem aproveitado e ficará guardado para sempre em minha memória.


Pra saber mais, só sentindo! Só indo até lá e vivendo essas belezas todas.


Como disse a Maura: Now I belong to the world!

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Aaaai...aaaai...aiai...

...ta chegando a hora.... :(

Estamos com saudade sim (a Fabi entao... coitado do Leandro quando ela voltar... hehehehe), mas ir embora vai ser dificil!!!!

Os lugares aqui sao muito lindos, as pessoas sao muito simpaticas, as comidas maravilhosas.

Ontem fomos ao centro de Cape Town, na feira de artesanato. A gente fica tonto la porque eh um te puxando de um lado, outro de outro, e todo mundo querendo te vender tudo pelo melhor preco.

Depois tomamos chimarrao na praia.

Hoje fomos conhecer Camps Bay - procurem ai no google -. Uma praia que da pra tomar banho, soh que a agua eh muito fria. Valeu pra molhar os pes e descarregar as eletricidades. hehehe

Muito lindo! Muito bom!!!!!

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Safari 2






Safari








Vinicolas












Fotos do nosso passeio pelas vinicolas.

Visitas desde 25/05/2009