segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Resposta pra Zu = como eu tenho tempo para fazer tricô

Oi, Zu!!


Pois é... sobre o tempo pra fazer tricô... Não é muito não, mas a gente tem que se policiar!


Este ano decidi fazer tudo oque eu queria fazer!



Na verdade, depois de me separar, mudar de cidade, trabalhar, trabalhar, ir ao fundo do poço, voltar dele, trocar de emprego 2 ou 3 vezes, me apaixonar, levar o fora, ir ao fundo do poço denovo, voltar dele denovo, trabalhar, trabalhar, mudar para uma cidade pequena do interior, alguma terapia, florais, aula de yoga, caminhada, um amor novo na minha vida, trabalhar, trabalhar, viagem para a Africa do Sul, troca de emprego denovo... ufa! tanta coisa!, fui me dando conta de que tinha me deixado pra traz.

Tinha deixado de saber das coisas que gosto, tinha deixado de dizer "não" quando não queria algo, tinha deixado de lado todas as coisinhas que gosto de fazer pra me divertir. Tudo isso, porque estava envolvida demais com o trabalho, envolvida demais em agradar os outros, para não deixar de ser amada. Baixa auto-estima, é o nome disso. Fui me abandonando devagarinho, daí não me dei conta.

Quando tudo isso ficou de um tamanho tão grande que eu já não conseguia mais sustentar, entrei em crise (foi ali na época da terapia e dos florais) e fui atrás daquela eu que eu conhecia, mas que tinha abandonado em algum lugar por aí.

Levei uns 2 anos me procurando e confesso que ainda estou na fase do encontro. Fui a muitos lugares atrás de mim. Fiz muitas coisas pra ver se me achava. Muitas vezes foi tudo em vão.

Até que um dia, não sei mais qual foi o dia, percebi que eu estava ali o tempo todo: dentro de mim, era só eu me olhar de verdade, me amar de verdade, me ouvir de verdade. E foi então que comecei a tomar decisões e levá-las adiante.

Decidi me ouvir, decidi amar o homem que me ama, decidi voltar a fazer tricô, decidi continuar meus bordados, decidi me dedicar aos estudos novamente, decidi ter tempo pra curtir a minha casa, decidi fazer o trabalho ser uma fonter de prazer e não de sofrimento, decidi fazer o meu tempo do jeito que for mais conveniente pra mim sem desrespeitar os outros, mas principalmente, sem desrespeitar a mim primeiro. Decidi me amar!!!!!

Isso tudo é um processo, no qual ainda estou e do qual nunca mais quero sair!!!!

É fácil a gente se perder da gente, mas temos que saber que é só olhar pro nosso coração que vamos estar lá. Sempre!

Por isso, consigo fazer um tricozinho de vez em quando, e fazer coisas como aquele lindo tapetinho azul.

.

3 comentários:

Zú Leide disse...

amiga..quem diria vc cresceu..me lembro de vc (ñ q eu seja tão velha assim..digamos assim uns aninhos a +)pequena smepre com os olhos tão vivos arregalados, correndo, vinha sentava no colo, kse meior q eu, mas tão moleca, menina..e os agtos..sempre dormindo com os gatos
o quarto cheio de mimos, bonecas..
é Marcinha qdo crescemos passamos por tanta coisa..bem vinda ao mundo dos adultos!!
mas como complicamos, coisas tão faceis, vc viveu processos maravilhosos, pq tudo é necessario p/ nossa descoberta..e sempre estamos em busac de algo ou de alguém..hje ainda estou a procura de mim mesma e deixado de fzer coisas q sempre me deram prazer como o croche, olhando teu blog e de outras blogueiras é q vi o qto tenho deixado de me dar prazer ou fzer algo em prol de mim mesma, tenho tb vivido em função de alguém e sempre me dedicado a alguem e isso ñ é legal..vou voltar olhar + p/ mim mesma e ser um pouco + egoista, às vezes é necessario!
qdo precisar ñ esquece estou aqui e sou toda ouvidos.
bjuus T Amu vc sb! a ti e taodos da tua csa ,
com saudds!

Simoni Rohden disse...

Oi Lily! descansou bastante domingo? foi necessario pq nosso sabado de trabalho foi puxado! mas foi divertido também ne minha parceira de bar-girl?! =)

Adorei esse texto, e acho que no turbilhao que vivemos hoje em dia na MAIOR parte das vezes acabamos nos esquecendo de pensar em nós mesmos e somos levados pela corrente, pelas pessoas, pelas situações e até pela nossa falta de vontade de tomar as rédeas da própria vida.
Mas com certeza daqui a pouco tambem me encontro, dou uma reduzida no ritmo e tudo ficará mais facil e tranquilo.
Bjao,
Te adoro!

Zú Leide disse...

viste continuo ansiosa..dá p/ notar pelo texto , cheio de erros..a minha ansiedade as x me atropela e esqueço de corrigir...kkkkk

eu tb chorei qdo escrevi..bjuus

Visitas desde 25/05/2009