segunda-feira, 30 de agosto de 2010


Eu sempre gostei de crianças. Quando meus primeiros sobrinhos nasceram eu era adolescente e não tinha paciência para passar pela fase deles de mexer nas minhas coisas. Por causa disso, acabei acreditando que essa coisa de ter filhos não era pra mim. E fiquei anos - 30 aproximadamente - pensando que era isso mesmo.

Tive alguns exemplos ruins, muitos exemplos muito bons e chegou aquela hora em que a mãe natureza cutucou meu coração e eu queria, sim, mesmo que sem muita certeza, ter um filho. Mas como pra isso é preciso duas partes, tive que esperar mais uns 8 anos pra concretizar esse chamado.

Experiências negativas e positivas, decepções, alegrias, desencontros e um encontro muito especial, no auge dos meus 38 anos a cegonha bateu na minha porta e desde então tenho escrito aqui nesse blog sobre essa experiência maravilhosa.

Mas o que eu queria mesmo dizer é que sempre fui muito independente. Desde pequenina eu mesma escolhia minhas roupas e tinha atitude (às vezes até demais). E esse sentimento de independência talvez tenha sido o fator mais forte sobre a decisão de ter ou não filhos.

E agora tem um sentimento que me invade.

Agora ela está ali, adormecendo e me olhando com aqueles olhinhos de anjo, tão dependente e tão cheia de vida própria, pronta pra descobrir o mundo, voar com as próprias asas, fazer a sua história.

E eu estou aqui, todos os dias, depois que ela dorme, pensando que é só um sonho, olhando suas fotos pra ter certeza de que ela realmente existe e está aqui comigo, esperando que ela acorde novamente pra meu coração ficar tranquilo com sua presença, e pra cada dia aumentar o amor que sinto por ela, e pra cada dia eu saber que ela é do mundo e que também está aqui pra escrever a sua própria história e encher a minha de alegria.

7 comentários:

Suzi Musse disse...

Cada dia mais linda!
E tu , uma poeta maravilhosa. Tuas palavras são lindas.
Bjos

Karina K. disse...

Vocês são lindas!!!! Amo vocês!
Beijos

reza disse...

Lindas palavras, parabens pela filhota linda demais!

Déia disse...

Ai ai... #suspiros#

Eu tb esperei bastante!! 40 anos!! E agora não vejo a hora de ter o Léo em meus braços!

e sentir tudo isso q vc está sentindo!

bj

Drika Crochet disse...

Primeiro parabens pela tua bebe que é linda, e entendo perfeitamente tudo que diz, e comparto tua opniao, to apaixonada pela minha e tao gostoso!!!
Beijos

Pontos da Aline disse...

Amiga,
Me emocionou teu texto hoje, nossa.
Ela tá lindona.
Aqueles olhinhos nós olhando qdo mamam, dormem a até qdo choram são lindos e o nosso coração se enche de felicidade. E os sorrisos então....
Beijinhos em vc.

Bela disse...

Lindo seu blog, obrigada por acompanhar o meu. Muito bonito esse post. Um dia espero escrever um assim também. ;) Ah, o Resposta da Vida está concorrendo num concurso para virar livro. Seu voto será importante. Passa lá! Bjus e Felicidade pra vc e pra sua Lara ;)

Visitas desde 25/05/2009